• Marina Oliveira

Dicas para destinar corretamente os resíduos gerados na sua casa

Atualizado: 13 de Set de 2019

Saiba qual a melhor opção para descartar o lixo orgânico e qual o destino correto dos resíduos recicláveis



Quando não queremos mais um produto, temos o pensamento de jogá-lo fora. Mas o “fora” não existe. Tudo que não queremos mais ou não tem mais utilidade para nós, ainda vai permanecer por muitos anos na natureza. O plástico, por exemplo, leva cerca de 400 anos para se decompor. Enquanto isso, ele pode permanecer no meio ambiente, prejudicando a vida de animais, poluindo os oceanos, contaminando a água e assim, prejudicando a saúde da população. Àquela mesma que “jogou fora”.



Por isso a importância de separar e dar o destino correto aos materiais, não só o plástico, mas o vidro, o lixo eletrônico (aquele celular velho que a gente tem apego e fica na gaveta), o óleo de cozinha, o pneu velho da bike que furou, a lâmpada que queimou, entre outras coisas.

Para cada tipo de material existe uma forma de reciclagem, e você pode buscar na sua cidade, empresas, associações ou até mesmo a prefeitura, que recolhem esses materiais e dão a destinação correta.

Vamos às dicas:

A gente já sabe que as mudanças climáticas, os alagamentos, a poluição da água e todos esses problemas ambientais que estamos sentido na pele, são causados pelos nossos maus hábitos. Também sabemos que a solução é simples: ter consciência ambiental, reciclar e preservar a natureza.

Mas por onde começar? Comece pela sua casa e pelas suas atitudes.

Comece separando o seu lixo, o que é orgânico do que é reciclável.

O lixo orgânico são restos de alimentos (carnes, vegetais, frutos, cascas de ovos, sementes) podas de árvore (folhas secas), madeira, ou seja, tudo que tem origem animal ou vegetal. A melhor solução para esse material é ter uma composteira doméstica em casa, que é simples e barato de fazer.


Já o lixo reciclável são embalagens plásticas (que devem ser higienizadas antes de parar na lata de lixo), papelão, papel em geral (revistas, cadernos, jornais etc), etc. Mas o que fazer com esse material? Coloque no lixo reciclável onde será recolhido pela coleta seletiva da cidade e encaminhado a associação de catadores que farão deste material, sua fonte de renda.

Além disso, existem projetos que também contribuem para destinação correta de resíduos que não devem ser descartados nas lixeiras comuns. O App Moeda Verde é um deles.

Dentro do app temos o hábito de descarte correto. Lá os usuários conseguem fazer a destinação correta de materiais, como: vidro, óleo de cozinha, lixo eletrônico, toner, cartuchos e caixinhas de leite. Todo material arrecadado é encaminhado para reciclagem e estará fora das ruas reduzindo o impacto ambiental .

Quem prática esses bons hábitos pelo app recebe Moedas Verdes, que podem ser trocadas por produtos de lojas engajadas com a causa sustentável.



Resíduos Sólidos no Brasil

Estudo recente da WWF Internacional destaca que o Brasil é o quarto país no mundo na produção de resíduo, sendo que dos 11,3 milhões de resíduos gerados apenas 1,28% são reciclados. A média global é de 9% para reciclagem.

Para que esses números aumentem precisamos que todos, cidadão, empresa, sociedade, poder público e governo façam sua parte.

Para mudar isso tudo, não precisa fórmula mágica, precisa atitude. Precisa começar.

Fonte: https://bit.ly/2lWzYCn


Agora que você entendeu a melhor forma de destinar os seus resíduos, bora baixar o Moeda Verde?

Contate-nos

| 49 | 99132-6143

© 2019 Moeda Verde.